Aguarde...

A Exclusiva Alfaiataria de Fabrizio Allur

 

Ateliê incentiva os clientes a assumirem seu estilo pessoal

Por Marco Antonio Jordão e Rosane Aubin para a edição de número 3 da FortunA Revista Digital

Fabrizio Allur, um dos mais jovens estilistas a lançar marca própria, vem mantendo ao longo dos seus 11 anos de vida uma trajetória marcada por roupas exclusivas: “Os meus clientes procuram algo novo, diferente e que reflita a sua personalidade, e a minha resposta vem sendo a inovação, a mistura de texturas, a variação de cores e uma roupa ajustada à silhueta de cada um”, explica o alfaiate.

Seu talento para combinar ternos sob medida com roupas de trabalho casuais firmou seu nome como uma estrela da alfaiataria masculina em São Paulo. Não é à toa que invariavelmente o encontramos dessa maneira: no verão, como um italiano vestido com uma negligência perfeita e despreocupada, e muita vezes calçando um Loafer exclusivo, produzido para o Ateliê seja pelas mãos do artesão Giannini ou fabricados pela Adolfo Turrion, e evidentemente sem meias.

“O mundo da moda está se desenvolvendo. Globalização significa que as pessoas querem coisas com uma história, autênticas. Meu Instagram é uma visão do meu mundo e da minha vida cotidiana. Eu visto minhas próprias roupas de forma a apresentá-las aos meus clientes”, diz Fabrizio.

Muitas vezes vemos, especialmente nas redes sociais, pessoas que se improvisam como influenciadores da moda e vestem-se com cores brilhantes e combinações improváveis, com o único objetivo de chamarem a atenção. Na definição do Ateliê Fabrizio Allur a verdadeira elegância, ao invés disso, é algo inato que está no comportamento e, especialmente, em adotar sempre as boas maneiras.

Você pode ser elegante, mesmo que não necessariamente use roupas caras, porém o mais importante é seguir o seu estilo, com o objetivo de sempre se sentir confortável com o que você veste, e isso se define na palavra sobriedade. Ser sóbrio é ser você, seja vestindo um costume tradicional na cor azul, por exemplo, ou na cor vermelha. Tudo depende da pessoa, do seu  comportamento e do seu meio de vida. O político dos EUA Henry Ward Beecher dizia: “Roupas e boas maneiras não fazem o homem; mas, quando ele está feito, muito melhoram a sua aparência “.

Fabrizio Allur segue com um trabalho que consiste inicialmente em entender o estilo de vida e a personalidade de seus clientes para poder aconselhar de forma prática, consciente e inteligente. Ele orienta cada um deles criando um estilo personalizado e sob medida, ensinando-lhes sobre a importância dos detalhes e regras nem sempre escritas, mas que definem sofisticação e classe, sem abrir mão de um toque de excentricidade.

Clique na imagem abaixo e leia a revista em sua íntegra: